Cinco dos 17 deputados federais por Goiás assinaram, nesta quarta-feira (24), a Proposta de Emenda à Constituição (PEC), a qual estabelece que a prisão em flagrante de deputados federais e senadores só será permitida caso esteja relacionada a crimes inafiançáveis listados na Constituição, como racismo, crimes hediondos, tortura, tráfico de drogas, terrorismo e a ação d...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários