Você já ouviu alguém falar que comer é tão bom quanto fazer sexo? E por que não unir esses dois prazeres? Nesta sexta-feira (6), é celebrado o Dia do Sexo. E para apimentar ainda mais a data, há alguns alimentos afrodisíacos que ajudam a deixar o sexo mais intenso. Isso acontece porque eles aumentam a libido e garantem uma relação mais quente e prolongada. 

E estudos apontam que enquanto alguns alimentos aumentam o desejo sexual, outros favorecem a lubrificação vaginal estimulam a sensação de prazer. Então, que tal conhecer algumas dessas comidas afrodisíacas?

Chocolate

O cacau contém enzimas que ajudam na liberação de hormônios, como a serotonina, que aumentem a sensação de prazer. 

Bananas

Usadas também em brincadeiras eróticas, as bananas contêm alto teor de potássio, vitaminas do Complexo B e magnésio, além de quelantes e enzimas que avolumam a libido masculina.

Pimenta

A ingestão de pimenta estimula as terminações nervosas e expande o fluxo de sangue, prolongando a ereção masculina.

Mel

O mel contém vitaminas do Complexo B e boro, mineral responsável por metabolizar o estrogênio, um hormônio feminino essencial para o prazer. Nos homens, o mel eleva a quantidade de testosterona, promovendo maior desejo sexual e orgasmos mais intensos.

Carboidrato?

A prática sexual é considerada uma atividade física, que pode ser tão eficaz para queimar calorias como uma corrida. De acordo com um estudo realizado pela Universidade de Quebec, em Montreal, no Canadá, meia hora de atividade sexual faz os homens queimarem 120 calorias, enquanto as mulheres podem perder 90. "Assim como devemos proceder antes da prática de qualquer outra atividade física, comer carboidrato cerca de uma hora antes da relação é um bom período para o organismo absorver os nutrientes oferecidos, ajudando a proporcionar um rendimento melhor durante o sexo", explica Ana Pallottini, consultora em nutrição da Abimapi.

De acordo com a especialista, o grupo de alimentos que mais fornece energia na nossa dieta são os carboidratos, como massas, pães, cereais, biscoitos, farinhas e outros grãos. Além disso, este macronutriente aumenta naturalmente os níveis de serotonina no cérebro, hormônio que influencia nosso apetite, proporciona uma sensação de bem-estar e é essencial na regulação do humor. "Assim, o carboidrato consumido antes do sexo, por exemplo, é importante para manter a tranquilidade e a sensação prazerosa do momento", ressalta.

Doces

Segundo estudo realizado pela sexóloga Jena La Flamme, em Nova York, fazer sexo e a perder peso estão completamente conectados, e não só por causa da queima de calorias. A pesquisadora constatou que uma vida sexual ativa diminui a vontade de comer alimentos não saudáveis. Conforme Jena, quando privado sexualmente, o corpo sente falta de sexo e busca prazer em outras áreas, como na comida. Para a sexóloga, com uma vida sexual ruim, a vontade de comer doces tende a aumentar.