Tite mais uma vez mostrou que não pode ficar sem Neymar na seleção brasileira. Cortado às vésperas da Copa América após sofrer lesão de tornozelo, alvo de acusação de estupro no mesmo período e atualmente em litígio com o seu clube, o Paris Saint-Germain, o jogador voltou a ser convocado para a seleção, que no próximo mês fará amistosos contra Colômbia e Peru, nos Estados U...

Você se interessou por este conteúdo?

Seja nosso convidado.

É só usar as chaves para abrir até
5 conteúdos por mês.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários