Em mais uma reviravolta no escândalo político no futebol internacional, o Ministério Público da Suíça afirma que não irá processar o ex-jogador e ex-dirigente Michel Platini. Ele era suspeito de ter recebido US$ 2 milhões (cerca de R$ 7,2 milhões) da Fifa, sem motivos aparentes. Por conta das revelações de pagamentos, a Fifa o suspendeu do futebol, pena que acabou ...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários