Apesar de favoráveis às exigências, Atlético, Goiás e Vila Nova condenaram a forma com que a lei foi aprovada e sancionada. Segundo o presidente eleito do Dragão, Adson Batista, o clube vai aguardar e estudar como resolver junto com a FGF e outros clubes. “Esperávamos que tivesse uma discussão com os clubes e não que nos pegasse de surpresa”, disse.“Catracas biométricas são m...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários