O Tribunal de Justiça do Estado de Goiás (TJ-GO) abriu uma sindicância, nesta quarta-feira (24), para investigar três magistrados por suspeita de receber vantagem indevida de R$ 750 mil do padre Robson de Oliveira. As desconfianças foram reveladas em reportagem do Fantástico, da TV Globo, no último domingo (21). A TV Anhanguera também fez revelações do caso. O repasse financeiro teria como objetivo o ganho em uma causa para a Associação Filhos do Pai Eterno (Afipe), que era presidida pelo líder ...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários