O proprietário do lote no Jardim Balneário Meia Ponte, em que o servente Gil Jorge de Carvalho, de 35 anos, foi soterrado na manhã da última quinta-feira (18), foi autuado nesta sexta-feira (19) pelo Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Goiás (Crea-GO). O dono do terreno foi penalizado por exercício ilegal da profissão de engenheiro civil, com base no artigo ...

Você se interessou por este conteúdo?

Seja nosso convidado.

É só usar as chaves para abrir até
5 conteúdos por mês.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários